Newsletter DGAEP Outubro de 2011
N12 . 2011
 direcção-geral da administração e do emprego público
Nesta Edição
Um olhar sobre a DGAEP e a partilha de recursos
Consulte os simuladores
Faça um orçamento familiar - saiba para onde vai o seu dinheiro
Como poupar em casa
Sugestões para poupar no combustível
Formas de poupar no regresso às aulas
Ajudar a poupar no local de trabalho
Reciclar para poupar
Educação financeira dos mais pequenos
Feira da Poupança e Investimento - 3.ª edição

Partilha de Recursos

Um olhar sobre a DGAEP e a partilha de recursos

“Poupança ou aforro, em Economia, é a parcela da renda de pessoas, empresas ou instituições, que não é gasta no período em que é recebida”.
Este é o significado corrente, que se encontrará em qualquer dicionário.

saber mais

Sabe quais os seus gastos mensais?

Consulte os simuladores

Neste espaço poderá simular o seu consumo de electricidade e de água, bem como qual o nível de CO2 que produz.

saber mais

Como poupar

Faça um orçamento familiar - saiba para onde vai o seu dinheiro

O equilíbrio financeiro melhora a nossa qualidade de vida. É possível, sem dramas, racionalizar os gastos de forma a alcançar esse equilíbrio. O primeiro passo deverá ser a elaboração de um orçamento mensal escrito, de forma a saber exactamente como estamos a gastar o nosso dinheiro.

saber mais

Como poupar em casa

Existe um considerável número de acções que podem ser implementadas pelo seu agregado familiar que permitirão reduzir as suas facturas, desde o planeamento da sua habitação até pequenas acções no dia-a-dia.

saber mais

Sugestões para poupar no combustível

Hoje em dia poupar combustível - com preços em mudança permanente - é sinónimo de poupar dinheiro.

saber mais

Formas de poupar no regresso às aulas

Numa época que pode ser particularmente difícil para os pais em termos financeiros, descubra como pode poupar dinheiro na educação dos seus filhos, sem prejuízo da mesma.

saber mais

Ajudar a poupar no local de trabalho

A instituições ambientalmente responsáveis são as mais eficientes. Ajude a desenvolver mecanismos de poupança com acções simples no seu dia-a-dia.

saber mais

Reciclar para poupar

Cada vez mais, nos dias que correm, as pessoas estão mais sensibilizadas para a necessidade de reciclar.
Sem dúvida que o acto de reciclar traduz-se em poupar, pois estamos a reutilizar em vez de comprar e, quando compramos podemos adquirir material reciclado poupando os recursos naturais que vão escasseando.

saber mais

Educação financeira dos mais pequenos

A educação financeira deve começar em casa desde cedo. Há que educar os mais pequenos a relacionarem-se com o dinheiro: como se ganha, para que serve e a importância de poupança. Sensibilize os seus filhos para a necessidade de poupar.

saber mais

Notícias

Feira da Poupança e Investimento - 3.ª edição

Promover a Poupança e a Literacia Financeira foram os grandes objectivos da Infovalor, no Pavilhão Atlântico, Sala Tejo, nos dias 28 e 29 de Outubro

saber mais

Projecto Escolas Amigas da Água no Algarve, Coimbra e Ribatejo

"A Quercus, em parceria com a Águas do Algarve, a Águas de Coimbra e a Águas do Ribatejo, irá desenvolver, no ano lectivo 2011/2012, a segunda edição do projecto - Escolas Amigas da Água.”

saber mais

 
Editorial - Poupar e Investir

Desde 2007, tem-se vindo a assistir a uma inversão do paradigma anterior, já não existe crédito fácil ou barato e, como consequência da inexistência de crescimento económico e aumento do número de beneficiários de prestações sociais, o Estado tem cada vez mais dificuldade em garantir o actual nível assistência aos seus cidadãos, pelo que a necessidade de poupar se coloca agora como uma urgência.

Por outro lado, regista-se uma forte pressão inflacionista sobre os preços de recursos básicos para populações e empresas, tais como, energia, alimentos e matérias-primas, que acrescidos da redução de rendimentos operada pela via fiscal, bem como de redução remuneratória imposta ao sector público e decorrente das altas taxas de desemprego para o sector privado, forçosamente se conclui que poupar é uma tarefa cada vez mais difícil.

É neste contexto de crescente adversidade que a população e as empresas se vêm confrontadas com a necessidade de aumentar a poupança, seja pela via da redução de encargos, tais como, a liquidação de créditos oudiminuição de consumosde energia, seja pela viada reavaliação e alteração de despesas que projectavam realizar, por exemplo, adquirir um veículo sem recurso a crédito ou optar por destinos de férias menos dispendiosos, para o que podem actualmente contar com o aconselhamento gratuito de diversas entidades públicas e privadas.

No entanto, a poupança apenas terá significado e impacto na situação financeira do aforrador se for devidamente acompanhada de uma estratégia de investimento, tendo em consideração, entre outros factores, a necessidade de liquidez e os encargos de curto, médio e longo prazo, uma vez que até um depósito a prazo, apesar de se tratar deum investimento ao qual se encontra associado um risco muito reduzido, pode ter como consequência uma perda de parte do valor investidose não for remunerado a taxas de juro que compensem a desvalorização decorrente da inflação.

É neste âmbito que a literacia financeira adquire uma importância crescente, motivo pelo qual o Banco de Portugal tem vindo a desenvolver, desde a introdução de importantes alterações ao Regime Geral das Instituições Financeiras e Sociedades de Crédito em 2008, uma estratégia coerente e concertada com outros reguladores financeiros, tendo já realizado um inquérito à Literacia Financeira da População Portuguesa, disponível para consulta no sítio do Portal do Cliente Bancário, e promovido a realização da 1.ª Conferência do Banco de Portugal sobre Literacia Financeira, com o objectivo de delinear o Plano Nacional de Formação Financeira.

A poupança nunca estará completa sem investimento, pelo que se poupar é indispensável, investir é obrigatório.

O Secretário de Estado da Administração Pública
Hélder Rosalino


Sabia Que?

» As tarifas reguladas de electricidade e gás natural acabam no final do próximo ano. Todos os consumidores de electricidade e de gás natural, sejam empresas ou famílias, devem procurar um novo comercializador no mercado.

» Come2CoM é um projecto Europeu, do qual Portugal faz parte, financiado no âmbito do programa Energia Inteligente para a Europa (IEE).
Come2CoM

» Portugal é dos países europeus com maior crescimento no uso das energias renováveis. A nível da Europa dos 27, Portugal ocupa o quinto lugar no uso de energias renováveis, posicionando-se muito acima da média comunitária.
renewable

» Hamburgo é a Capital Verde da Europa 2011. Situada nas margens do rio Elba e a segunda maior cidade da Alemanha tem uma estratégia de planeamento integrado e participativo e um forte compromisso no sentido de uma visão "verde".


Informações Úteis

» Está disponível o BOEP n.º 5 - Boletim estatístico do OBSEP. Com esta publicação, a DGAEP pretende contribuir para a divulgação de dados e indicadores estatísticos de curto prazo sobre emprego público, no âmbito das estatísticas do mercado de trabalho.
BOEP n.º 5

» 6. ª Expo Energia 2011 promove o encontro de novos mercados de energia de diferentes sectores, com prioridades comuns, de 8 a 10 de Novembro, no Centro de Congressos da Universidade Católica, Lisboa.
Expo Energia 2011

» Ideias para poupar na impressão de páginas web
Deco

» Mob car sharing é um serviço de aluguer de automóveis à hora, que permite reservar um automóvel através da internet ou pelo telefone e tê-lo disponível no minuto seguinte.
Mobcar sharing


Ficha Técnica

Coordenação
Teresa Vieira
Pesquisa
Teresa Vieira, Elsa Ho
Produção, Concepção e Design
Teresa Vieira e Elsa Ho



Direcção-Geral da Administração e do Emprego Público
Praccedil;a do Comércio, Ala Oriental, 2º Piso - 1149-005 Lisboa
Tel.: +351 21 3915 300 - Fax: +351 21 3900 148 - Email: geral@dgaep.gov.pt
www.dgaep.gov.pt